Trabalhando Com Ditados e Expressões Populares

A atividade de um professor, nos dias atuais, não é tarefa das mais fáceis. Segundo dados estatísticos, uma das profissões mais estressantes e menos valorizada é a docência. Os desafios em qualquer sala de aula são inúmeros e passam por diversas questões. Salas numerosas, falta de investimentos adequados, excesso de trabalho extra, remuneração baixa, despreparo por parte do profissional, violência por parte dos estudantes, falta de resultado ou manipulação do mesmo.  Realidade tanto vista em redes estaduais quanto municipais. Se, por outro, há a rede privada, a qual pretende ser distinta de tudo isto, os problemas também existem e nem sempre são de outra ordem: excesso de trabalho não remunerado, contingência de aluno, pressões comerciais em busca de mais clientes e melhores resultados nas provas governamentais.

 

Ainda assim, há ainda profissionais apaixonados e que se dedicam muito tentando fazer o melhor que podem, diante de quaisquer que sejam as condições de trabalho. Há relatos que contradizem as tais estatísticas e mostram que trabalhos bem feitos e atividades que envolvem tanto professor e aluno, podem sim, espelhar uma realidade diferente e cumprir o papel efetivo da escola: formar cidadãos. Um exemplo prático são as atividades que envolvem o ensino de parlendas, em qualquer que seja a faixa etária.

 

Parlendas são formas literárias tradicionais, rimadas, e quase sempre com caráter infantil. Entretanto, são as parlendas muitas vezes mais conhecidas pelos adultos. De ritmo fácil, de forma rápida, são cantadas ou declamadas. Estabelecem-se a partir da tonicidade das palavras que compõem as rimas. Em geral, possuem versos de 5 a 6 sílabas, recitadas para entender, acalmar, divertir ou até mesmo transmitir algum tipo de ensinamento. Assim como todas as histórias de tradição oral, as parlendas surgiram no seio popular e, de tempos em tempos, sofrem algum tipo de transformação.

 

As parlendas podem ser ensinadas ainda na fase da alfabetização. O ideal é que o professor já escolha um livro paradidático para ser trabalhado com a turma, que tenha uma grande variedade de parlendas. As sílabas predominantes devem ser ensinadas e, no momento da leitura coletiva, explicar o que é parlenda, ler para os alunos, e com eles fazer um recital no qual cada um dos alunos tente reproduzir ao menos uma parlenda pequena e inteira.

 

Os trabalhos não devem ficar somente nisso. O ideal é que o trabalho seja feito em conjunto com educadores das áreas de arte e música.

Comentários